segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Dos acontecimentos felizes



Este foi um dos filmes que vi, nestes últimos dias. Para quem já passou pela experiência da maternidade/paternidade e todas as suas transformações inerentes (quer físicas,quer psicológicas,quer logistícas,quer à inevitável mudança da vida em si), vê aqui um fiel retrato de tudo aquilo que de facto,acontece ou pode acontecer.
Porque nem tudo tem de ser cor de rosa ou romanceado,porque os desejos podem evocar incertezas ou momentos críticos de apreensão e porque ás vezes também é preciso lembrar,que não somos seres infalívelmente formatados e que temos as nossas fraquezas.
Mas no fim,o que importa,é o que se sente. De forma incondicional.

E é bom rever esse sentimento. Vezes sem conta.

Sem comentários:

Publicar um comentário