sábado, 24 de novembro de 2012

(Desa)sossego


 
"um colo ou um berço ou um braço quente em torno ao meu pescoço,uma voz que canta baixo e parece querer fazer-me chorar, o ruído do lume na lareira,um calor no inverno...um extravio morno da minha consciência; e depois sem som, um sonho calmo num espaço enorme, como a lua rodando entre estrelas..."



 Fernando Pessoa in "Livro do Desassossego"
 
e um final de tarde numa praia ao pé de casa. Quantas vezes terei eu de concluir que são de momentos simples,de pessoas de alma inteira e despretensiosa,que o melhor da vida se compõe...? 
 
 

Sem comentários:

Publicar um comentário