terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Dádiva

Não há absolutamente nada mais sublime,do que a vida,a nossa maior dádiva : da vida que é nossa e da vida que concebemos.
Não há momentos mais ternos e plenos,do que aqueles em que carrego no colo a vida que concebi "cá dentro" durante meses,a vida pequenina,mas já tão tremendamente imensa,que enche e completa a minha
própria vida.
São indissociáveis estas duas vidas : a minha e a dela.
E é nos seus pequenos grandes sorrisos que eu faço o culminar grandioso da minha existência.
E também não é por acaso que,para "a" tranquilizar,desde cedo lhe comecei a cantarolar a melodia desta canção,porque afinal,
* A vida é Bela.   


Sem comentários:

Publicar um comentário