sábado, 13 de abril de 2013

A vitamina embriaga


Quem me conhece bem,sabe o quanto eu adoro uma chuvinha,enroscar-me confortavelmente em casa e dentro dessas paredes entreter-me com uma imensidão de coisas (raramente me poderei aborrecer em casa,não sei se foi por ter crescido como filha única,mas estou quase sempre entusiasticamente ocupada).
Ora bem. Tudo tem limites. E não gosto mesmo nada de excessos (á excepção da banda,da qual gostei excessivamente na minha adolescência).
Como tal, basta de tanta chuva e este recente e já tardio brinde de sol e vitamina D,tem feito milagres,creio que um pouco por cada alminha deste país. A minha não é excepção. De repente sou assaltada por uma avassaladora onda optimista,bem disposta e muito paciente.
Creio que Sol = perseverança aos molhos.
Por isso e de tal forma asSOLada por este estado inebriante,hoje dei por mim a ir ao meu jardim e foi quase como se pudesse já sentir um cheiro a sardinhas assadas no ar e ver aquele espaço a ganhar de novo vida,risos e calor.
Foram momentos ilusórios,foi um sorriso que ficou cá dentro e que se perpetuou num: "ok. Fico á espera...está quase" :)





Sem comentários:

Publicar um comentário