domingo, 29 de julho de 2012

Café...e nada mais





Este é o cliché de muita gente,também o meu,mas trata-se de um facto incontestável: o meu dia começa com café.
Quando a manhã ainda brota lentamente e os momentos são lânguidos ( Oh! e como eu os aprecio,de forma igualmente lânguida...!),posso eventualmente aproveitá-los e começar a minha jornada com um chá preto e uma torrada. Mas o ímpeto dado a tudo o resto que me espera,deriva da insubstituível e negra substância. Nada a fazer.
Sim,sou um "bocadinhó-dependente" de café.
Um bocadinho só,porque admito que dependências absolutas,seja do que fôr,não podem nunca trazer bons resultados.

Sem comentários:

Publicar um comentário