domingo, 12 de fevereiro de 2012

Num Mundo Perfeito



Num mundo,não diria perfeito,mas amplamente melhor,apelar-se-ía à serenidade,à ponderação,à calma,ao asfixiar letal da crueldade gratuita,à amplificação de valores máximos e nobres,como o ser-se,pura e simplesmente: Bom. De bondade,dessa bondade isenta de parâmetros calculistas e interesseiros,da bondade,qual diamante em bruto,que nem por sombras seria preciso lapidar.
Violência gera violência e jamais assentar ideais na dita "se não podes vencê-los,junta-te a eles".
Não.Para mim será sempre : Se não podes vencê-"los",mostra com orgulho ao mundo inteiro o quão diferente és "deles".  
E isto tudo também para dizer que este filme,vencedor do Óscar para melhor filme estrangeiro de 2011,é verdadeiramente maravilhoso.Duro,mas maravilhoso.

Sem comentários:

Publicar um comentário