sábado, 25 de outubro de 2014

it's my party

não vou aborrecer os olhos de ninguém, com mais palavras azedas relativas ao cansaço e coisas que tais.
até a mim já me cansa esse cansaço.
mas deixem-me só ( e a propósito do mesmo) fazer aqui um pequeno alinhavo:
quando começou o mês de Outubro, pensei "jááááá"???!!!" . Sim, "já".
, porque ainda ontem estava eu a cantar e a fazer efusivos brindes ao novo ano de 2014 que acabava de começar ... e estamos a dois passos da mesma festividade (Dezembro já se avista) ; , porque esta sucessão de correrias que compõem o dia a dia, aparentam programarem-se contra a minha vontade, e assumem um turbo pujante que nos levam de Janeiro a Dezembro "num tirinho" ; , porque Outubro é mais um aniversário da minha pessoa e se durante toda a minha vida vibrava com isto, agora, digamos que não me apetece muito (podemos se faz favor voltar a Maio,por exemplo, e estagnar aí um bocadinho...?? siim??)
e não me apetece porque: se não caminhamos em direcção à juventude eterna, então ao passar a barreira dos 35 surge um alerta, uma sensação estranha de socorro-os-40-aproximam-se  .
e lá está, não me apetece.
e como não me estava a apetecer , a minha ideia inicial seria pura e simplesmente, zarpar daqui para fora, nós,o small gang cá de casa, sem ter trabalho nenhum acrescido, apenas descansar um bocado,sorrir, tirar muitas fotografias e ser servida.
mas depois vieram as vozes conselheiras, que aliadas a um brainstorming consciencioso, me fizeram ver que há coisas pelas quais vale a pena sempre o esforço.
portanto, distante já da vontade que me levava a festejar o meu aniversário a la casamento cigano, quero manter a tradição de abrir a porta da minha casa, a meia dúzia de miúdas que já tomam esta noite de convívio praticamente como certa, ano após ano.
provavelmente aos 58 ainda terei ainda vontade de o fazer, no fundo eu sei que não haverá cansaço que se sobreponha a isso.
e depois, aí sim, zarpamos.




Sem comentários:

Publicar um comentário