domingo, 26 de maio de 2013

Everything is wonderful

Não é não, mas se everything fosse wonderful, tudo seria demasiado previsível e um tédio.
Esta semana em particular, foi penosa: basicamente começou com uma bebé constipada e depois foram a mãe e o pai torturados com uma gripe implacável, na semana em que se regressou ao trabalho,após uns dias de férias que passaram a voar. Não é fácil trabalhar doente.
Isto tudo,como cenário de fundo de questões prementes para serem resolvidas e que por vezes parece não terem resolução possível.
Já dizia um escritor da nossa praça que "viver cansa" e é verdade. Por vezes a vontade seria autenticamente pedir umas férias a este viver que cansa...mas lá está,sem passarmos para "o outro lado" e sempre com  a oportunidade de regressar.
Os blogues não têm de ser obrigatoriamente, a meu ver, um desfile de textos e fotografias cor de rosa. Não tenho nada contra aqueles que o são,bem pelo contrário...! Há um ou outro que fazem parte dos meus favoritos e aos quais sou assídua, pois se forem bem feitos ( e claro está, sem cairem em exageros),têm a nobre capacidade de nos abstrair positivamente e consequentemente, de nos inspirarem.
Mas este é o meu blogue e embora não seja qualquer espécie de diário, livro de revelações ou muro das lamentações, é aquilo que eu sou. Nele escrevo sobre a vida, em todas as suas abrangências,desde a mais pequena, á mais relevante; porque as pessoas também se reflectem e sentem-se identificadas ao lerem coisas menos alegóricas e mais cinzentas.
Portanto,foi uma semana dura, a acordar muito cedo, com garganta a doer, a voz por um fio, o nariz martirizado, noites mal dormidas e questões prementes que ainda estão por ser resolvidas.
O que vale é que eu nisto tenho um quê de Scarlet O'Hara e acho mesmo que after all,tomorrow it's another day. Amanhã será, para além de um novo dia, o começar de uma nova semana e...mais uma canseira!
Boa semana a quem passa por aqui* :)

e hoje lembrei-me desta,que era uma das minhas preferidas no inicio dos anos 90 (ou seja, há anos-luz atrás, quando ainda era uma teenager, isenta de problemas e no entanto, é a fase em que temos em nós todos os problemas do mundo...)



.

Sem comentários:

Publicar um comentário