terça-feira, 3 de junho de 2014

depois da tempestade

...dizem que chega a bonança.
Viver cansa um bocadinho, ando para lá de exausta. Até à exaustão do seu significado mais profundo.
Mas creio que quando se alberga a alma na esperança de que amanhã será sempre um novo dia, (Scarlet O'Hara dixit) , as coisas têm de ser vistas como elas são e a paciência não tem outro remédio, senão existir,resistir e persistir. Oh se tem.
Portanto, a partir do momento que a roupa está no seu sítio, a chaleira está ao lume para preparar o chá, os gatos dormem tranquilamente, a menina rodopia descalça ao som deste som maravilhoso,

 
e eu finalmente me sento em frente ao computador a escrever, acho que já é mais do que meio caminho andado para dar repouso a mim,que já mereço.
E lá fora o céu está azul, o sol brilha, o rio em frente e os pássaros cantam.
Afinal,tudo está bem,quando acaba bem.









2 comentários:

  1. Olá Claudia!

    Enquanto a tempestade dura não é facil andar de baixo dela, mas tudo fica melhor quando vem a bonança.
    É bom ter te de volta aqui no teu cantinho.
    A casa nova está linda, tem uma luz maravilhosa. E os pequenos detalhes fazem uma grande diferença.
    Beijinho,

    Catarina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina e obrigada :) um grande beijo para ti*

      Eliminar